Diario de um leiturista

Em nome da luta

Posted in diário de um leiturista by Ribamar Costa on 10/03/2010

Comissão Eleitoral do Sindicato será definida dia 11

Foi dada a largada para as próximas eleições do Sindicato. O Movimento Luta Urbanitária faz um chamado a toda categoria urbanitária a se fazer presente nesta quinta feira, 11 de março, no Sindicato para a Assembléia Geral que vai eleger a Comissão Eleitoral, responsável pela coordenação do processo eleitoral. O principal papel da comissão é garantir a transparência e a lisura do processo eleitoral para que a vontade dos trabalhadores seja respeitada. A escolha da comissão é o primeiro passo das eleições do Sindicato. Nós trabalhadores somos peça-chave deste processo, por isso precisamos comparecer em massa na assembléia.  A Assembléia será às 18h (em primeira convocação) e 18h30 segunda convocação) na sede do STIU-MA, na Avenida Getúlio Vargas, 1998, Monte Castelo.

MOVIMENTO LUTA URBANITÁRIA

MOVIMENTO DE VALORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS URBANITÁRIAS DO MARANHÃO

Anúncios

Água na PickUp

Posted in diário de um leiturista by Ribamar Costa on 09/03/2010

Água na velha PickUp ChevroletNessas andanças de fiscalização que tenho feito, me deparo cada dia com situações inusitadas, engraçadas, curiosas e muitas vezes até vergonhosas, seja para quem as vive ou mesmo para quem as causa.  Semana passada, na minha busca por hidrômetros no Cruzeiro do Anil, estive em uma empresa para revisar o tal aparelhinho, entrei  no prédio, logo à frente um adesivo na porta dizia: “Recepção”…  Uma bela jovem senhora assentada atrás de uma mesa bem organizada e com um vistoso “Laptop” ao canto, sinalizou com os olhos para que eu me dirigisse a outras duas mulheres que bem ao lado, num animado bate-papo, mal deram fé da minha presença.
Por alguns segundos fiquei ali esperando pela atenção das duas, mas nada;  eu já ensaiava dizer algo, quando uma voz trovejante me chamou a atenção dizendo: – “Posso ajudá-lo em alguma coisa?”  Me apresentei polidamente, e contei o motivo da minha visita, o homem me convidou para sentar e foi contando a história de sua epopéia pela água.  Posso resumir dizendo que desde que foi construído o elevado daquela região (Cohab, Anil, Turú), passou-se a sofrer muito com a falta de água.  O sr. Bráulio ainda me mostrou o local onde deveria haver um hidrômetro, tapado por uma massa de cimento, faz vários anos…  construíra um poço e é de onde se abastece, mesmo assim reclama de ter que pagar mensalmente pelo uso do esgoto e pasmem, água.
Queria ele me mostrar contas antigas e até mesmo um acordo que fizera com a Caema, seria um instantinho só…  Esquivei-me; insatisfeito o homem ainda me disse:  “Moço aqui não dá água!  E lá na Caema eles sabem disso…  quer ter certeza? quando voce sair daqui, veja estacionada bem aqui do lado uma velha pickup azul, ela tem um tanque na corroceria, o dono mora no Cohatrac, todos os dias ele enche esse tanque em casa e o trás, para poder ter água em sua oficina, mas”, disse-me o sr, Bráulio, “não aconselho falar com ele não, ele não gosta muito de fiscais da caema”

PickUp Tanque